O que me faz acreditar na Tony há quase duas décadas

Existem várias versões do Lucas Lemos, de 27 anos: o futebolista, o comunicador, o bom filho, o garoto-propaganda e o gerente geral da Tony Veículos de Caraguatatuba. Nascido e criado em São José dos Campos, filho único de família humilde, embora não tivesse condição de estudar nas melhores escolas da região, seu nível de curiosidade e proatividade sempre chamou atenção em todos os ambientes. Comunicador nato e de espírito inquieto, sua personalidade sempre foi o trampolim para tudo que conquistou na vida. 

Quando criança não gostava de ficar parado em casa, durante às férias insistia em ir para o pequeno sítio dos avós e dar apoio à eles. A sua maior preocupação (mesmo pequeno) era ser útil e ajudar à família de alguma maneira. Então ele topava qualquer serviço, até mesmo os mais domésticos como lavar a louça após o preparo do bolo caseiro da avó.

Ainda muito pequeno, aos 7 anos, acompanhava o tio que trabalhava na Tony Veículos. Ninguém sabia ainda, mas aquela criança já sonhava em fazer parte daquele ambiente: falar com as pessoas, entender como cada carro funcionava e entrar dentro deles. Lucas sempre teve o tio como um espelho, pois admirava a sua personalidade e a maneira de levar a vida, com disciplina e responsabilidade.

Aos 13 anos, começou a trabalhar com o pai em um pequeno bar que a família construiu. Alí foi seu primeiro contato com o público e como não era tímido, aprendeu tudo muito rápido. Sua facilidade comunicacional era evidente e as pessoas amavam seu atendimento. 

Com o desejo por novos desafios e a necessidade interna de aprender novas habilidades, foi trabalhar em uma rede de supermercado. Lá durante 3 anos, ele era o “faz tudo”, empacotava os produtos, varria o estacionamento, falava com o público – trabalhou todos os sábados sem exceção, sem folgas e sem tirar férias. Era exaustivo, mas ele gostava de aprender e sempre tinha muito gás para isso.

Aberto às Oportunidades da Vida

Aos 18 anos surgiu a oportunidade de trabalhar na Tony Veículos e ele foi com bastante entusiasmo, afinal esse era seu sonho desde os 7 anos e agora já tinha alguma experiência com o público. Lucas ainda se recorda do dia da entrevista:

O entrevistador perguntou:

  • Você é o Lucas, sobrinho do Gilberto que trabalha aqui?

Ele respondeu:

  • Não, eu sou o Lucas e quero que me avalie como Lucas. 

Com essa resposta ele ganhou a confiança do entrevistador e uma oportunidade única como vendedor. Por ser de família mais simples, Lucas nunca pôde conhecer diferentes modelos de carros, aprendeu tudo do ZERO e se apaixonou pelo trabalho com um público diverso que chegava à loja –  desde clientes que sequer eram alfabetizados, até altos executivos. “Nunca se tratou de vender carros e sim sonhos”, disse.

Não demorou muito para Lucas se destacar e subir de cargo como gerente do setor online de vendas. Em seguida recebeu incentivo da Tony para estudar publicidade. Além disso ele aprendeu por conta própria técnicas de comunicação verbal e o eneagrama de personalidade –  ferramenta que ajuda a mapear e a compreender melhor os vários tipos de personalidades existentes. 

 “Um bom líder precisa saber se expressar e se comunicar com assertividade com cada colaborador, com cada cliente. Sou apaixonado por pessoas, gosto de ser o exemplo e de ver as pessoas ao meu redor evoluindo em todos os níveis da vida”, disse.

Enfrentando os desafios X oportunidades

Há pouco tempo Lucas aceitou o desafio como gerente geral da Tony Veículos de Caraguatatuba. Segundo ele, a pandemia serviu como um divisor de águas. 

“É fácil obter bons resultados quando o cenário é favorável, mas muito mais desafiador quando o contexto é nebuloso. Com a pandemia vimos que todas as nossas apostas nos últimos anos foram assertivas pois sempre nos voltamos à inovação. A Tony é uma empresa vanguardista e investiu muito no DIGITAL, não por acaso crescemos ainda mais nesse período”, explica.

Além das Vendas Online, um dos produtos mais diferenciados que a empresa oferece é a opção Delivery – que já possui 3 anos no mercado, muito antes da Crise da Covid-19. O serviço permite que o cliente nem precise sair de casa para ver o automóvel na loja física – em tempos de pandemia e medo generalizado, essa é uma ótima opção de venda. 

“Quando chegou a crise aqui no Brasil, o desafio era imenso e obviamente sentimos medo, mas percebemos que estávamos preparados e com soluções digitais já consolidadas no mercado”, avaliou. 

Para Lucas o segmento de carros é um dos mais promissores do mundo. Ele ressalta outro serviço que a empresa desenvolveu para locação com opção de compra onde até mesmo pessoas negativadas podem adquirir um carro. “É preciso avaliar de maneira individualizada esse público e entender que algumas pessoas mesmo com score baixo podem ser bons compradores”, explicou.

Apesar de ter uma rotina super agitada na empresa, ele preza muito pela saúde física, mental e espiritual. Ama a prática de atividade física como a corrida junto da namorada e faz pequenas pausas durante o dia. 

Ele sempre seguiu a intuição e trabalhou duro para chegar onde chegou. Nesses quase dez anos de empresa, Lucas aprendeu que a jornada é a parte mais importante do processo, que o futuro se constrói no agora e o passado é um excelente professor. Para ele, devemos encarar as experiências, mesmo as negativas, como um presente porque são elas que nos orientam a sermos mais assertivos e realizados em nossas vidas. A palavra da vez é RESILIÊNCIA!


Beatriz Bevilaqua, jornalista e comunicadora de empresas inovadoras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *